Carregando...
JusBrasil - Notícias
21 de outubro de 2014

DST e gravidez na adolescência são temas de reunião conjunta

Publicado por Assembléia Legislativa do Estado de Minas Gerais (extraído pelo JusBrasil) - 5 anos atrás

LEIAM 0 NÃO LEIAM

O índice de adolescentes com doenças sexualmente transmissíveis (DSTs), assim como a gravidez na adolescência, sua prevenção e consequências para os jovens e a sociedade serão debatidos pelas comissões de Saúde e de Educação, Ciência, Tecnologia e Informática da Assembleia Legislativa de Minas Gerais. A reunião conjunta, solicitada pela deputada Ana Maria Resende (PSDB), acontece nesta quarta-feira (27/5/09), às 10h30, no Plenarinho II.

Segundo a justificação da parlamentar, as relações sexuais entre adolescentes têm se iniciado cada vez mais cedo, o que favorece a constante troca entre parceiros e o aumento das contaminações por DSTs. Segundo dados do Ministério da Saúde, apresentados pela deputada, os jovens de 15 a 19 anos são os que menos usam preservativos, e as doenças sexualmente transmissíveis mais comuns no Brasil são a sífilis e a Aids. "Portanto é importante a realização desta audiência pública para que possamos discutir sobre as ações junto às autoridades governamentais, no sentido de proporcionar a toda a população o acesso a medidas preventivas", disse. Para a deputada, a reunião irá promover mais um importante fator de proteção ao adolescente e favorecendo as famílias e a sociedade.

Gravidez - Assim como as DSTs, na reunião será debatida a questão da gravidez na adolescência, que, de acordo com o requerimento da deputada Ana Maria Resende, é uma das ocorrências mais preocupantes relacionadas à sexualidade dos jovens. "A adolescência é uma fase em que os jovens não se sentem mais crianças e ainda não são adultos. O corpo está passando por intensas transformações, eles fisicamente já são capazes de engravidar, mas emocionalmente não estão maduros para serem pais", alerta.

Ela acrescenta que, segundo especialistas, quando a atividade sexual tem como resultante a gravidez, pode gerar consequências a longo prazo para a mãe e para o filho. Desta forma, podem ocorrer problemas de crescimento, desenvolvimento emocional, comportamental, educacional e de aprendizado, além de complicações na gravidez e no parto. Dados do Ministério da Saúde mostram que uma em cada dez mulheres brasileiras de até 19 anos já têm dois filhos. "Um dos nossos objetivos é fazer um levantamento da estatística atual da gravidez na adolescência, seu acompanhamento, a existência de prevenção, bem como as consequências para a adolescente e a sociedade", concluiu.

Convidados - Foram convidados para a audiência a secretária de Estado da Educação, Vanessa Guimarães Pinto; o secretário de Estado da Saúde, Marcus Vinícius Caetano Pestana da Silva; e a presidente do Conselho Estadual da Criança e do Adolescente, Fernanda Flaviana de Souza Martins.

Responsável pela informação: Assessoria de Comunicação - www.almg.gov.br

Rua Rodrigues Caldas,30 :: Bairro Santo Agostinho :: CEP 30190 921 :: Belo Horizonte :: MG :: Brasil :: Telefone (31) 2108 7715

0 Comentário

Faça um comentário construtivo abaixo e ganhe votos da comunidade!

Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "gritar" ;)

ou

×

Fale agora com um Advogado

Oi. O JusBrasil pode te conectar com Advogados em qualquer cidade caso precise de alguma orientação ou correspondência jurídica.

Disponível em: http://al-mg.jusbrasil.com.br/noticias/1083929/dst-e-gravidez-na-adolescencia-sao-temas-de-reuniao-conjunta