jusbrasil.com.br
24 de Janeiro de 2019
    Adicione tópicos

    Eleitos incluem deputado mais jovem e aquele com mais mandatos

    A Assembleia Legislativa de Minas Gerais receberá, em 2011, o deputado com maior número de mandatos e seu parlamentar mais jovem da história. O deputado Antônio Genaro (PSC), atualmente em seu sexto mandato consecutivo, foi reeleito para a 17ª Legislatura (2011-2015). Aos 67 anos de idade, Antônio Genaro terá como colega Luiz Tadeu Martins Leite, de 24 anos de idade, o mais jovem deputado estadual mineiro da história. Filho do prefeito de Montes Claros (Norte) e ex-deputado, Luiz Tadeu Leite, ele superou o atual deputado Gustavo Valadares (DEM), eleito pela primeira vez em 2002, aos 25 anos.

    Junto com Antônio Genaro, quase foi eleito seu próprio filho, Leandro Genaro, que é o segundo suplente do PSC, mesmo partido do pai. Ambos são pastores da Igreja do Evangelho Quadrangular. Antônio Genaro foi eleito deputado pela primeira vez em 1986, participando da Assembleia Constituinte mineira. Naquela Legislatura (1987-1991), conviveu com o deputado José Laviola, que permaneceu na Assembleia por seis mandatos consecutivos, de 1971 a 1995. Na próxima Legislatura, Laviola será superado por Genaro, em número de mandatos.

    Outros seis atuais deputados estaduais foram reeleitos para o sexto mandato e alcançarão Laviola nesse aspecto: Antônio Júlio (PMDB), Adelmo Carneiro Leão (PT), Alencar da Silveira Jr. (PDT), Dilzon Melo (PTB), Mauri Torres (PSDB) e Sebastião Costa (PPS).

    Juventude - Na atual Legislatura, o deputado mais jovem é Chico Uejo (PSB), que foi eleito em 2006, aos 28 anos de idade. Depois de Luiz Tadeu Martins Leite, os deputados mais jovens da próxima Legislatura serão Gustavo Perrella (PDT), com 27 anos, e João Vítor Xavier (PRP), com 28. Gustavo Perrella é vice-presidente do Cruzeiro Esporte Clube e filho do atual deputado Zezé Perrella (PDT), suplente do senador eleito Itamar Franco. Radialista, João Vítor Xavier é vereador em Belo Horizonte. Na Câmara, é presidente da Frente Parlamentar do Idoso.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)